e2023

<
>

De Rodrygo a Vitor Roque: 11 jovens estrelas que perderam chance de disputar as Olimpíadas pela seleção

Rodrygo comemora fazendo o gesto do número 5 com a mão David S.Bustamante/Soccrates/Getty Images

Atual bicampeão olímpico, o Brasil não terá a chance de defender a medalha de ouro no futebol masculino em Paris 2024. A derrota para a Argentina no domingo (11) garantiu a eliminação do time dirigido por Ramon Menezes, após campanha ruim no Pré-Olímpico disputado na Venezuela.

Isso significa que nomes como Endrick, do Palmeiras e já vendido ao Real Madrid, e John Kennedy, do Fluminense, não vão disputar as Olimpíadas na capital francesa. Mas a lista de estrelas jovens do futebol nacional não se restringe a eles.

Pelo regulamento do COI (Comitê Olímpico Internacional), jogadores nascidos a partir de 1º de janeiro de 2001 estão aptos a disputar o torneio olímpico. Cada seleção classificada também tem por direito levar até três atletas acima dos 23 anos.

Mas, se levado em conta apenas a restrição de idade, a lista de ausências já é considerável. E começa com Yan Couto, lateral-direito do Girona que interessa a Real Madrid e Manchester City. O jovem, é verdade, não teve boa atuação no fim de semana, justamente na derrota para o Real, mas tem talento e faz parte dos planos da seleção principal.

Ainda na defesa, dois que certamente seriam cogitados pela comissão técnica são Lucas BeraldoeMurillo. O primeiro, cria do São Paulo, encantou Luis Enrique a ponto de se tornar titular do PSG em poucas semanas, enquanto o segundo, ex-Corinthians, é um dos jogadores preferidos da torcida do Nottingham Forest.

No meio-campo, mais dois nomes chamam atenção: Danilo(revelado pelo Palmeiras e hoje no Forest) e João Gomes (volante que surgiu na base do Flamengo e defende o Wolverhampton), que já ganharam seu espaço no exterior e poderiam oferecer talento à seleção.

A lista ganha bastante peso no ataque, com seis nomes que brilham na Europa. Rodrygo é o principal deles. Joia da base do Santos, o camisa 11 é titular absoluto do Real Madrid e teria a chance de ser chamado para a equipe olímpica do Brasil.

Também na Espanha, está Vitor Roque, recém-chegado ao Barcelona após muito destaque no Athletico-PR. Ele ainda não explodiu como anseia a torcida catalã, mas começou a mostrar um pouco do que sabe nas partidas mais recentes.

Na Inglaterra, outros com idade olímpica e agora impedidos de disputar os Jogos são João Pedro, reforço mais caro da história do Brighton, e Gabriel Martinelli, uma das estrelas ofensivas do Arsenal, novamente na disputa pelo título da Premier League.

Os dois nomes que fecham a lista e que certamente brigariam por espaço são Ângelo, ex-Santos e hoje emprestado ao StrasbourgpeloChelsea, e Marcos Leonardo, também revelado no Peixe e em alta no Benfica.

É importante ressaltar que, mesmo se o Brasil tivesse carimbado sua vaga para Paris-2024, não há nenhuma garantia de que esses nomes estariam nas Olimpíadas. Isso porque os times europeus não são obrigados a liberar seus atletas, uma vez que o torneio não faz parte do calendário Fifa. Ainda assim, não custa imaginar como ficaria essa seleção.

Agora, é só no imaginário mesmo...

e2023 Mapa do site