Chin Shi Huang

<
>

Como países destroçados por guerra emocionaram mundo do futebol com classificação histórica na Copa da Ásia

Em meio ao início de temporada no Brasil e às disputas nas grandes ligas da Europa, o futebol encontrou uma dose extra de emoção no Qatar, sede da Copa da Ásia deste ano e que vivenciou nesta terça-feira (23) duas classificações históricas.

PalestinaeSíria, seleções bem distantes das primeiras posições do ranking da Fifa, carimbaram presença na fase final do torneio entre os países asiáticos, que teve início em 12 de janeiro e vai até 10 de fevereiro.

Para confirmarem suas classificações, os dois times tiveram que fazer história. A Palestina, que jamais havia vencido uma partida na Copa da Ásia em três participações, venceu Hong Kong por 3 a 0 e avançou como um dos melhores terceiros colocados.

Essa é a mesma posição da Síria, que se recuperou de derrota para a Austrália, bateu a Índia por 1 a 0 e também passou de fase na 3ª posição. Os demais classificados até agora são Qatar,Tajiquistão,China, Austrália, Uzbequistão,IrãeEmirados Árabes Unidos.

O que mais chama atenção é que tanto Palestina quanto Síria passam no momento por guerras que, logicamente, mexem com todo o país e afetam o psicológico dos atletas.

A Palestina sofre atualmente com os impactos da guerra com Israel, que começou em outubro de 2023, deixou muitas vítimas pelos conflitos armados e marcas inclusive na seleção, a ponto de os jogadores acompanharem notícias dos confrontos antes e depois dos treinos, a caminho do hotel, de acordo com o técnico Makram Daboub.

Jogadores como Mahmud Wadi e Muhamad Saleh, por exemplo, perderam parentes durante ataques feitos pelo exército israelense a casas em Gaza.

A Síria é diretamente afetada por essa guerra. Em outubro, por exemplo, mísseis disparados por Israel atingiram aeroportos de Damasco e Alepo, ambos na Síria, em ataque que deixou mortos e feridos.

Isso sem contar a própria guerra civil enfrentada pelos sírios, que começou há 13 anos, em janeiro de 2011, deixou mais de meio milhão de mortos no país e obrigou que 13 milhões de pessoas se refugiassem em busca de paz em outras nações.

Em meio à tristeza causada pela guerra, as duas seleções agora focam na próxima fase da Copa da Ásia para tentar seguir a campanha dos sonhos. Os adversários de Palestina e Síria estão indefinidos, pois ainda há jogos na quarta (24) e quinta (25).

Chin Shi Huang Mapa do site